Nota de repúdio aos assassinatos dos companheiros do MST-PB

A Pastoral da Juventude Rural (PJR) vem a público repudiar os assassinatos dos companheiros Orlando e Rodrigo do MST-PB. 
Orlando e Rodrigo foram vítimas da ganância e do ódio da elite rural brasileira, que conservam em seu DNA o gene da escravatura e da violência como forma de resolução. 
Ambos eram líderes do acampamento Dom José Maria Pires no município de Alhandra, onde eram acampados e travavam desde 2015 a luta por um pedaço de chão. 

As desigualdades sociais presentes no Brasil são oriundas da uma concentração de terra ainda herança do período de colonização, por isso, lutar pela reforma agrária é além de tudo um processo de construção de justiça social, sendo uma ferramenta urgente e necessária.
A violência no campo tem aumentado desde 2016 com o golpe. Com sucateamento do INCRA e estagnação do programa de Reforma Agrária os conflitos se acirraram ainda mais. Para, além disso, tivemos no período recente a eleição de Jair Bolsonaro pregando o ódio contra os movimentos sociais. 


Toda nossa solidariedade ao MST-PB e aos familiares de Rodrigo e Orlando.
Por fim, exigimos justiça. Os culpados pelos assassinatos de Orlando e Rodrigo precisam ser identificados e punidos de executores a mandantes.

Aos nossos mortos nenhum minuto de silêncio, mas toda uma vida de luta!

Orlando e Rodrigo, presente, presente, presente!

Coordenação Nacional da Pastoral da Juventude Rural

Anúncios

Escola Nacional de Formação da PJR

“Caminhando e cantando /E seguindo a canção /Somos todos iguais /Braços dados ou não /Nas escolas, nas ruas /Campos, construções”.

Refletir a caminhada e formar novas lideranças para o trabalho de base junto a juventude camponesa, é que foi realizada entre os dias 14 a 20 de Janeiro de 2018, na cidade de Lajinha em Minas Gerais a Escola Nacional de Formação da Pastoral da Juventude Rural – PJR Rosa Maria Fortini, jovens de vários recantos do país marcaram presença, neste momento de formação, compartilhamento e vivência.

Tendo como homenageada a companheira Rosa Maria Fortini que contribuiu no trabalho de base junta a juventude camponesa mineira em sua formação durante toda a sua vida. A PJR mineira e sua juventude acolheu todos os estados presentes e mostrou os trabalhos de bases que tem feito com a juventude do Campo no estado, e a articulação com os jovens e as jovens das comunidades.

Segundo Josiel Alves da PJR da Paraíba “a escola foi bastante construtiva ao longo das atividades realizadas, onde a juventude presente mostrou-se inquietante com a atual conjuntura, principalmente no campo, e mostrou-se comprometida na construção do Reino de Deus.

Ana Beatriz também da Paraíba, relata a sua participação, e o que ela achou da escola de formação “gostei muito da experiência de estar participando da Escola Nacional de Formação Rosa Maria Fortini em Minas Gerais. Foi uma oportunidade muito boa, em que partilhamos momentos de saberes com outras e outros jovens camponeses. Um dos momentos mais legais foi a visita a propriedade de um companheiro, onde tem uma plantação agroecológica de café e outras plantas frutíferas,como laranja, abacate, abacaxi”.

Ela ainda ressalta a importância da visita a propriedade e de conhecer um pouco do manejo que o dono utiliza no trato com sua plantação, “uma forma diferente de manejo que não usa o agrotóxico uma coisa difícil de ser presenciada nos dias atuais com todo esse veneno que consumimos dia a dia, outro ponto importante nessa família com praticamente 15 pessoas sendo, os país e os filhos que tomando conta da plantação de café e da mãe terra, foi uma vivência que marcou muito essa escola regada de bons saberes, que quero sempre compartilhar”.

Que a vivência durante o curso de formação renda bons frutos, que a juventude camponesa presente reflitam sobre o trato com a mãe terra, compartilhando as experiências vividas com o jovens de sua base, refletindo sobre a importância da organização juvenil, para o fortalecimento das relações sociais de pertencimento com a terra e as causas da sociedade. Diante de um governo golpista, que visa um Estado mínino, retirando direitos afetando sempre os mais necessitados.

Rosa Maria Fortini: PRESENTE, PRESENTE, PRESENTE

CONFIRA O ÁLBUM

Postado por Comunicação da PJR

Escola Estadual de Formação de Militantes de Base da PJR-Paraíba

A Pastoral da Juventude Rural da Paraíba PJR-PB, realizou entre os dias 24, 25 e 26, A Escola Estadual de Formação de Militantes de Base da PJR-PB, ocorreu em Cabaceiras-PB. A Escola tem como finalidade a organização da Juventude do campo, contou com a presença de jovens de diversos municípios e comunidades. A PJR-PB esteve se desafiando na construção de um segunda turma, com jovens que estão conhecendo a PJR nesses três dias, a juventude mostrou-se  inquieta com os acontecimentos na conjuntura. 

A programação da escola contou com um passeio no lajedo salambaia com finalidade dos jovens conhecerem os geoparque e também mostra as riquezas que existe nos lajedos do seus próprios municípios e comunidades onde podem fazer turismo e conhecer suas riquezas. E também com uma análise de conjuntura, com os companheiros Arthur Nóbrega do Levante Popular da Juventude da Paraíba e o Deputado Federal Luiz Couto que visaram trazer a realidade que nosso Brasil está e os desafios da juventude do campo e da cidade. E um diálogo intereligioso  com Válber Campelo do Centro de Estudos Bíblicos o CEBI  onde os jovens mostram seus questionamentos sobre as religiões e dialogaram sobre isso.  

PJR: Mística, Luta e Resistência.

I Seminário sobre o impacto do Parques Eólicos nas Comunidades Camponesas na Paraíba

O seminário ocorreu nos dias 13 e 14 de outubro no Centro Diocesano do Tambor em Campina Grande-PB, realizado pela Comissão Pastoral da Terra  – CPT de Campina Grande, o seminário contou com vários representantes de comunidades camponesas, quilombolas da Paraíba e a Pastoral da Juventude Rural PJR-PB. Os objetivos do encontro visaram refletir sobre os impactos que a eólica causa na vida do camponeses, nas comunidades e no meio ambiente, lembrando que são inúmeras  causas como a degradação, o tráfego de caminhões na comunidade que dificulta as crianças a estarem brincando na frente das casa. Continue reading “I Seminário sobre o impacto do Parques Eólicos nas Comunidades Camponesas na Paraíba”

Nota de pesar pelo falecimento de Dom José Maria Pires

A Pastoral da Juventude Rural – PJR vem a público manifestar suas condolências aos familiares e amigos, do arcebispo emérito da Paraíba Dom José Maria Pires, que faleceu na noite de hoje (27) de agosto de 2017 em Belo Horizonte/MG.

Continue reading “Nota de pesar pelo falecimento de Dom José Maria Pires”

Curso Fé e Política está acontecendo na Paraíba.

Curso Fé e Política está acontecendo na Paraíba

Deu-se início neste sábado, 29 de Julho de 2017, o I Módulo do Curso Fé e Política que ocorreu na Casa da Criança Dr. João Moura em Campina Grande-PB. O curso terá duração de 6 módulos e será um espaço onde os militantes da Pastoral da Juventude Rural PJR-PB estarão participando e aprendendo bastante percebendo assim que a fé caminha com a política e onde há fé existe a política.

A escola diocesana de fé e política tem como homenageado o Dom Manuel Pereira pela importância de sua história e o compromisso do trabalho sociopolítico realizado na diocese de Campina Grande a partir do Concílio Vaticano II e durante o regime militar, a escola tem por objetivo a formação sócio-política de lideranças, e a conscientização de que somos uma só sociedade e todos lutando pelo Reino de Deus.

O curso Fé e Política é um espaço de reflexão, análises e estudos e assim busca fomentar a atuação dos segmentos sociais e contribuir na formação dos/as cristãos e cristãs engajadas (os) nos meios sociopolítico e religioso.

“É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca.” (Dom Helder Câmara)

III Congresso Estadual da Fetraf-PB

III Congresso Estadual da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar.

Militantes da Pastoral da Juventude Rural da Paraíba participaram no dia 21 de Julho de 2017 em João Pessoa na Paraíba, do III Congresso Estadual da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Estado da Paraíba. Continue reading “III Congresso Estadual da Fetraf-PB”

Curso de Formação em Incidência Política é realizado na Paraíba

“Saber esperar sabendo,  e ao mesmo tempo, forçara hora daquela urgência, que não permite esperar!”

Aconteceu durante os dias 14, 15 e 16 do mês de julho de 2017 o Curso de Formação em Incidência Política no Centro de Formação Elizabeth e João Pedro Teixeira em Lagoa Seca-PB. Este curso está sendo proporcionado pela Rede de Educação Cidadã (RECID) e conta com a participação de diversas instituições, organizações, sindicatos e associações, sendo algumas: Levante, MPA, CPT, PJR, CENTRAC, AJURC…

O mesmo tem como objetivo discutir a conjuntura atual do Brasil e de certo forma do mundo, para analisarmos em que chão estamos pisando, pra onde estamos olhando e onde queremos chegar, e ainda como a educação popular pode contribuir na incidência política e na construção de políticas públicas tendo ainda mais duas etapas (18 a 20 de agosto e 22 a 24 de setembro) para socializarmos como estamos desenvolvendo esse trabalho em nossas bases e como podemos estar organizando e articulando a fim de avançar cada vez mais nesse espaço.

Esse memento serve também para aproximarmos os ideais de cada um e cada uma das representações presentes e unificar e fortalecer a luta de busca pela construção do projeto popular que almejamos, reforça Diones Lopes da Coordenação da PJR da Paraíba.

Por Comunicação da PJR

 

PJR participa de Encontro Regional de Juventude do NE2, na Paraíba

Militantes da Pastoral da Juventude Rural – PJR estiveram presentes no Encontro Regional de Juventude, realizado pelo Regional Nordeste II da Conferência dos Bispos do Brasil – CNBB, entre os dias 21 e 22 de abril na cidade de Patos, na Paraíba.

Representando a PJR, esteve o secretário Nacional Paulo Romário da Paraíba, e três jovens da PJR de Pernambuco, Luiz Filho pela Arquidiocese de Olinda/Recife, Flávia Silva pela Diocese de Garanhuns e Rodrigo Silva, Diocese de Pesqueira.

 Durante o encontro foi realizado um estudo do Sínodo dos Bispos com Dom Antônio Bispo referencial da Juventude do NE2 e Padre Antônio Gomes referencial da juventude do NE2.

Foram dois dias de muito estudo e de muitas reflexões sobre a juventude, que cada vez mais não aceita a subordinação e a opressão, e vão a luta animados pela mística do Jesus camponês e que está ao lado dos pobres e oprimidos. Assim, cada encontro torna-se ponto de revitalização e afirmação de luta pela vida, como também a afirmação como sujeitos, que são agentes de transformação da sociedade. Juventude do camponesa, resiste por TERRA, PÃO E DIGNIDADE.

Por Comunicação Nacional da PJR