Dom Fragoso, 11 anos da sua morte

“Subversiva é a realidade social do Brasil”.

Dom Fragoso foi bispo da Diocese de Crateús durante 34 anos, de 1964 a 1998. Defensor dos princípios da Teologia da Libertação, notabilizou-se pelo trabalho pastoral junto aos pobres e trabalhadores rurais. No período da ditadura, combateu severamente as atrocidades cometidas pelos militares, solidarizando-se com as vítimas do regime militar e denunciando no exterior as torturas praticadas contra os presos políticos.

Dom Fragoso ganhou projeção internacional por ter implantado, de forma pioneira, um novo estilo de Igreja, que serviu de modelo na América Latina. “Ele rompeu com a estrutura rígida e hierárquica da Igreja, que distanciava os bispos e a base: os cristãos”, relembra Mário Albuquerque, ex-preso político e atual presidente da Associação 64/68 Anistia.

Segundo Albuquerque, dom Fragoso fez uma opção radical pelos pobres, enfrentando forte resistência dos setores mais conservadores, tanto da Igreja como da sociedade. “Por conta disso, foi muito perseguido pelos militares e ficou célebre uma frase dele, quando era acusado de subversivo: “Subversiva é a realidade social do Brasil”.

Hoje faz 11 anos da morte do primeiro Bispo da diocese de Crateús -CE, Dom Fragoso.

Presente na caminhada!

Texto e imagem: Reprodução

Postado por Comunicação da PJR

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s